segunda-feira, 5 de junho de 2017

Memorias de um amor esquecido





18:45
Deixa eu ser o contorno da sua boca?
Foi isso que ele me disse
Eu juro que não entendi aquele pergunta
Mas respondi:
_. Porque motivo seria? Sou mestre em responder com outra pergunta.
Ele sorriu, passou a mão na nuca, e sussurrou
Chegou perto do meu ouvido e simplesmente falou:
_. Eu nem sem faço isso, odeio ser invasivo, e olha que me acho péssimo nisso...
_. Eu questionei – nisso o que?
_. De mim apaixonar
Nesse momento fiquei nervosa, confesso que quase cair de costas, e pensei só pode está de brincadeira, ele mal me conhece e já vem com história.
Na hora comecei a me afastar, pensei comigo mesma, deve ser brincadeira isso só acontece em filmes e novelas.
Ele segurou em meu braço, eu tentei me soltar, mais ele foi rapidamente chegando perto dos meus lábios, e começou a mim beijar.
Quando eu abrir meus olhos, ele havia sumido, mais o gosto na minha boca tinha ficado, foi quando eu olhei para o lado e percebi, estava no meu quarto, o dia já tinha raiado, e parece que tudo não passava de um sonho.
Eu comecei a sorrir e acreditei que tinha mesmo sonhado, só podia.
Quando olhei para o lado, no criado mudo ao lado da minha cama, tinha um cartão e uma caixa de presente, eu li o bilhete onde apenas estava escrito: no mesmo local e hora.
Não tinha entendido, teria aquele beijo mesmo acontecido?
Abrir o presente, e não acreditava no que via, era o meu batom favorito, e continha mais um bilhete onde dizia, acredita em amor à primeira vista? , te olhava sempre naquela mesma loja distraída, comprando batons de todos os tipos, eu sentia o seu perfume toda vez que passava pela rua, ao lado do meu escritório, chegava aquele cheiro de rosas perfumadas.
Imediatamente eu parei de ler aquele bilhete, pensei que talvez fosse loucura, peguei o bilhete e o batom e ia jogar fora, vocês devem concordar comigo, isso só poderia ser loucura um engano da minha parte. Como pode eu amar aquele homem durante muito tempo e agora descobrir que ele sentiu o mesmo, é preciso confessar que ia naquela lojinha para disfarçar, porque na verdade eu só ia mesmo para poder encontrá-lo, meu coração se encheu de alegria e eu pensava comigo mesma será que é realidade ou fantasia?
De repente meu telefone tocou , eu atendi, e no outro lado da linha, então ele falou : _ aquele beijo foi real, o que sentimos não é fantasia, eu não sei como te explicar mais nos conhecemos de outras vidas, eu estava mim controlando pra não ligar, não quero te assustar, e não desliga que preciso terminar, são muitas coisas que não foram ditas na última vez que nos encontramos, apenas aquele beijo foi o suficiente para mim mostrar que não foi um engano que preciso te dizer que ainda te amo, por favor apareça hoje à noite no nosso lugar de encontro, vou contar tudo que você ainda não se lembra mais se você não aparecer, vou entender que nessa vida não vamos ficar juntos, mais se você vier vou explicar tudo... e então ele desligou.              


                                          Continua...



Espero que gostem dessa história, eu apenas escrevi o que veio na cabeça, por favor não critique, quer me  ajudar fale sinceramente o que achou se devo ou não terminar esse conto, mais por favor não seja grosseira ou mim xingue aqui.
                                         
observação: já corrigir  os erros!!! 

                                                      Beijinhos, até a próxima!!!


  

 renata massa